22
Jan 13

Depois de ler "A morte é um acto solitário" não quis deixar de ler o novo livro do autor, publicado pela Saída de Emergência. Apesar de tudo, a barreira do primeiro livro estava ultrapassada e confesso que "A morte é um acto solitário" é talvez mais denso, provavelmente por ser a primeira experiência com o autor. Depois há algo dentro de mim terrivelmente linguista, que faz com que a palavra "wicked" me cause calafrios, ao contrário  (...)

Para seguir no blogue Illusionary pleasure

publicado por saidaemergencia às 14:25

Novidades