11
Dez 12

A maioria de nós vive enquanto toma por garantido aquilo que tem e vê à sua volta; a realidade é o que é, não poderia ter sido de outro modo, não existe outra alternativa. Movemo-nos nesta linearidade unidirecional como numa estrada sem inversão de marcha em direcção a um horizonte de possibilidades restritas. Certamente a nossa historicidade está escrita em pedra, e aquilo que nos trouxe até aqui (...)

Para seguir no blogue O Papiro de Seshat.

publicado por saidaemergencia às 16:15

Novidades