17
Set 12

Seja atlante, grego ou sumério, um deus é sempre sinónimo de respeito e poder, de bravura e um certo egoísmo. Mas quando esse mesmo deus se vê destituído dos dons que acompanham o seu estatuto imortal, o seu intelecto sobrenatural, nada o impedirá de procurar vingança, de desejar a morte aos que se interpuseram no seu caminho. Poucos são os corajosos que enfrentam um ex-deus furioso, marcado por um passado de terror, mas ainda menos são os que se permitem apaixonar perdidamente por um.

O diabo também chora retrata toda uma série de acontecimentos, pormenores e características de um grupo de personagens e panteões que, com o avançar da saga, veio responder a algumas perguntas deixadas para trás. Sin pode ser o protagonista deste romance, o homem que se forçará a abrir o coração quando a traição é um sentimento ainda tão recente, ainda tão doloroso no seu peito, mas com Katra como companheira, é inevitável não (...)

Para seguir no blogue Pedacinho Literário

publicado por saidaemergencia às 16:05

Novidades