29
Mai 12



** Esta opinião contém spoilers para quem não acompanha a série. **

No imenso e bizarro mundo paranormal, do qual Sookie faz parte, existem verdades simples e irrefutáveis. A morte é uma constante e esta protagonista já ceifou a sua cota parte de vidas. As mentes, em geral, são para si um livro aberto, o que tem tanto de assustador como de interessante. E a paixão, um factor importantíssimo, encontra-se nos braços de um viking com mais de mil anos, mas convenhamos, muito, mas muito, bem conservado. Sim, isto é a sua simples realidade, viver e sobreviver nestas condições é a parte complicada.

Sangue Ardente é o XI livro da série Sangue Fresco que após, aproximadamente, 3000 páginas continua a cativar-me através de Sookie, Pam, Eric, entre muitos outros que já fazem parte do meu imaginário. Acção, aventura, suspense, amor e muitas surpresas regadas a sangue são o cardápio habitual desta divertida história que, na minha opinião, veio dar uma nova vida ao universo literário onde os vampiros são reis mas quem domina é a (ex.)ingénua Stackhouse.
Charlaine Harris foi a minha primeira escritora no munto do romance sobrenatural. Da minha parte, já lhe teci todos os elogios possíveis relativamente à sua criatividade, humor (...)

Para seguir no blogue As Histórias de Elphaba.

publicado por saidaemergencia às 17:34

Novidades