25
Mai 12



Briggs ou Harris, Harris ou Briggs?
Estas senhoras conquistaram em pleno a minha atenção e já constam na curta lista de autores a ter sempre em conta.

Briggs escreve com fluidez e com um tom coloquial que faz desta leitura uma convulsão ávida de absorver a história.
Assim que pego no livro, o enredo, a tecnicidade dos diálogos,  a divisão dos capítulos e as descrições  das emoções da protagonista, prendem-me totalmente.

Mercy está psicologicamente danificada depois do desfecho do volume anterior. Os ataques de pânico acompanham-na, sobretudo quando está com Adam.
Para agravar o seu estado de espírito, já de si turbulento, a rainha dos vampiros quer ajustar contas com ela e uma antiga amiga de infância bate-lhe à porta com problemas de fantasmas.

Este livro prima imenso pela temática em volta do dom de Mercy, que às vezes é (...)

Para seguir no blogue D311nh4.

publicado por saidaemergencia às 09:48

Novidades