13
Mar 12

 

"Escrever dá muito trabalho... E eu trabalho como um cão"

Desde criança que a poesia e o teatro falam pela boca de João Negreiros. Com nove obras publicadas que viajam entre a prosa, o teatro e a poesia, é precisamente aos versos que damos hoje atenção, no mês em que se comemora o Dia Mundial da Poesia - 21 de março. João Negreiros está de volta com uma nova obra: "O amor és tu", acumulando ativamente as suas funções de Diretor Artístico no teatro Universitário do Minho (TUM). Como ele mesmo disse à Mais Superior, é "pau para toda a colher", sim, mas com muito gosto!

Leia aqui toda a entrevista a João Negreiros.

Que mais posso ler do mesmo autor?


Além de "O amor és tu", João Negreiros é ainda autor das obras de teatro "Silêncio" e "Os Vendilhões do Templo" (2007); "O segundo do fim" e "Os de sempre" (2008). Na poesia escreveu "o cheiro da sombra das flores" (ed. Papiro Editora, 2007); "luto lento" (ed. Papiro Editora, 2008) e "a verdade dói e pode estar errada" (ed. Saída de Emergência, 2010). A aventura pela prosa fez-se com "O mar que a gente faz" (ed. Saída de Emergência, 2010).

 

publicado por saidaemergencia às 11:59

Novidades