24
Jan 12

Pulp Fiction portuguesa.jpg - 180x257 - 79.32 kb

"Quando, há quatro anos, me deparei inadvertidamente com uma revista antiga cujo logótipo ostentava uma ave em pleno voo enquadrada no título Falcão Lusitano, estava longe de imaginar o longo percurso de arqueologia literária que então se iniciou. Um percurso que iria revelar pormenores pouco conhecidos sobre a história de Portugal no século XX, sobre autores e histórias e publicações que, talvez por pertencerem a um género popular e de consumo rápido, raramente sobem à ribalta da memória cultural e acabam por sucumbir, fossilizados, ante o peso das obras que dedicamos mais atenção.

É esta a viagem que a presente obra propõe realizar - uma viagem que nos leva a conhecer a história secreta, por assim dizer, da dicção popular portuguesa."

Tão secreta que nunca existiu sequer e tudo não passou de uma brincadeira, inteligente e bem elaborada, que teve na sua origem um concurso organizado há quatro anos, para a Saída de Emergência (responsável pela presente edição). O principal intuito era o de elogiar e evocar o espírito da literatura pulp. O espírito manteve-se, mas Luís Filipe Silva com a cumplicidade Luís Corte Real, editor e designer da Saída de Emergência, decidiu reescrever a história da pulp fiction portuguesa. O resultado é uma das melhores obras publicadas pela Saída de Emergência.

Luís Filipe Silva não só ficcionou a história da pulp fiction portuguesa, como também escreveu as biografias dos autores cujos trabalhos compõem a (...)

Para seguir no blogue Bela Lugosi is Dead.

publicado por saidaemergencia às 16:34

Novidades