21
Dez 11

Cruz_de_Ossos.jpg - 180x258 - 68.56 kb

Cruz de Ossos é, como todos os livros da série Mercy Thompson até à data, uma leitura excepcional.

Divertido, repleto de acção e com um leque de personagens bem construídas e apelativas este é um livro impossível de largar até descortinarmos todos os pormenores da nova aventura de Mercedes, uma protagonista que não se faz de rogada ao perigo e, como tal, se vê constantemente enredada no lado mais perigoso do seu mundo paranormal.

Patricia Briggs sabe cativar e manter o seu público, ao longo dos quatro livros já publicados a satisfação tem sido plena e, o facto é que, as expectativas continuam elevadas para saber o que ainda está para vir.

Este livro tem um teor mais romântico e, pessoalmente, este é um incentivo ainda maior para percorrer as páginas desta narrativa. Com um percurso ritmado e introduzindo os factos no momento certo tem sido muito agradável confirmar a evolução de todos os personagens, mas nem só de amores de faz Cruz de Ossos que, com uma simbologia muito particular, abre o apetite para a restante acção, encruzilhadas e conturbados caminhos que Mercy vai encontrando.

Os vampiros voltam a estar na ordem do dia, sendo que o leitor poderá aprofundar os seus conhecimentos sobre esta hierarquia tão peculiar, e contraditória, que nos vai seduzindo através do atraente Stefen, um bom amigo de Mercy, que tão depressa a ajuda como a afunda na sua sociedade sangrenta.

No entanto o leque de criaturas fantásticas é imenso e se o Bar do Mike, um ser feérico e misterioso, é palco de acção, também a casa do Alfa local - Adam, um protagonista que me arrebatou - se torna íntima do leitor juntamente com a já conhecida caravana da nossa Mercy. Quem fica para trás nesta trama é a oficina, mas uma viagem repentina trará (...)


Para seguir no blogue As Histórias de Elphaba.

publicado por saidaemergencia às 09:53

Novidades