08
Jun 11

Batalha.jpg - 180x259 - 46.51 kb

Para quem leu todos romances de David Soares sabe que cada um dele é único, inusitado; são romances negros, perturbadores, acutilantes - é o fantástico servido em salva de prata. O escritor celebra em cada obra um fantástico, quimérico, exótico, soberbo, em constante renovação.

Li e reli "Batalha" de David Soares e ainda estou impressionado com a capacidade de inovação de um escritor que me surpreendeu em cada livro que fui lendo; "Batalha" não é excepção - nunca pensei ler David Soares a "poetizar" sobre as verdades da vida de forma tão profunda sob a capa da fantasia.

Em "Batalha" temos que suspeitar de um David Soares menos gótico, macabro porque temos um David Soares novo, como que saído de dentro de um peixe; e aqui termina o logro - David Soares consegue, uma vez mais, mobilizar fantasticamente as palavras para construir uma história (histórias) sem falhas como uma lorica segmentata; é nesta mestria que o "novo" David Soares é igual a si próprio e (...)

Para seguir no blogue porta viii.

publicado por saidaemergencia às 16:20

Novidades