03
Mar 11

Nacao.jpg - 180x259 - 80.17 kb

"Nação" editado pela primeira vez em 2008 é já, arredondando, o 10º livro que li de Terry Pratchett. É o segundo livro, contando com "Bons Augúrios" em parceria com Neil Gaiman, que li fora do mundo "Discworld".

"Nação" comprova,mais uma vez, que Terry Pratchett é um caso único na escrita de universos imaginários. Ele escreve não apenas bem, como convence com as suas criações. "Nação" decorre num universo paralelo, que é um tema igualmente querido a Philip Pullman, mais precisamente numa ilha dos mares do sul em finais do século XIX.

Não deixa se ser surpreendente que com a idade de 60 anos (nasceu em 1948), mas com um diagnóstico precoce de Alzheimer, que Terry Pratchett tenha criado uma grande obra sem idade sobre o amor, sobre a procura individual; uma história cheia de acção e repleta de mensagens. É uma obra de fina porcelana para ser lida por todos independentemente da idade.

Para seguir no blogue porta viii.

publicado por saidaemergencia às 11:31

Novidades