10
Dez 13

(...) Confesso que apreciei esta obra. Penso que nos encontramos perante uma obra bastante singular, que aprendemos a gostar a cada virar de página. Trata-se de um livro introspectivo, com um ritmo, que poderá ser encarado por alguns como sendo demasiado lento, que nos coloca a pensar e que nos faz questionar sobre as verdadeiras origens de Norah, sem que, contudo, nos sejam efectivamente dadas certezas sobre quem (...)

Para seguir no blogue A Magia dos Livros

publicado por saidaemergencia às 14:35

Novidades