23
Set 13

A Primavera é mesmo a melhor das estações

Criado por Laura e Tracy Hickman, o universo Dragonlance começou por ser um jogo de computador, ao estilo de um Dangeons & Dragons, tendo mais tarde dado origem a produtos licenciados – como jogos de tabuleiro -, figuras de acção e, também, a livros. Muitos livros.

Em 1984 foi publicado “Dragons of Autumn Twilight” (“Dragões de um Crepúsculo de Outono” na edição portuguesa), o primeiro romance Dragonlance que dava início à trilogia Chronicles (Crónicas de Dragonlance na versão portuguesa), o núcleo central deste fantástico mundo.

Enquanto Tracy Hickman e Margaret Weiss escreviam os livros primordiais, diversos autores contribuíram com outros livros e histórias curtas para ajudar a compor o cenário. Ao todo, mais de 190 livros usaram Dragonlance como papel de cenário, contribuindo para que este se tivesse tornado, rapidamente, num dos maiores impérios da fantasia moderna.

O mundo ficcional de Krynn, onde decorre a acção, contém inúmeras personagens, uma geografia detalhada e é composto por cinco diferentes eras, sendo os livros passados, na sua maior parte, na quarta era, nomeada de “The Age of Despair” (A Idade do Desespero).

Numa missão que os fãs nacionais de fantasia poderão encarar como sendo de serviço público, a Saída de Emergência avançou este ano para a edição da trilogia “As Crónicas de Dragonlance” que, com a recente edição de “Dragões de um Alvorecer de Primavera” (Saída de Emergência, 2013), fica agora concluída.

Krynn está em alvoroço, preparando-se para a (...)

publicado por saidaemergencia às 12:57

Novidades